07 setembro 2004

Contemplação num mundo de ação

Da última capa do livro: Este livro é um livro essencialmente jovem, no estilo, na maneira de dizer as coisas, na força e no entusiasmo e na lucidez com que Merton fala da atualidade da vida monástica e eremítica, (...) do relacionamento do contemplativo com o mundo de ação, sobre o sentido da solidão cristã, sobre a perenidade da vida contemplativa, sobre o monge hoje e no futuro. O seu otimismo não esconde o seu realismo, nem o impede de ser, às vezes, cruel. Ele é sempre atual, jovem e profundo. Essencialmente profeta!

2 comentários:

Helio disse...

As reflexoes semanais de Thomas Merton têm sido de um aprendizado interior muito grande. Graças a Deus.
Hélio

Nada será como antes,amanhã disse...
Este comentário foi removido pelo autor.